Arquivos mensais: novembro 2017

Atentado terrorista deixa 305 mortos no Egito

Via Aljazeera

Um atentado terrorista na mesquita Al-Rawda, na península do Sinai, no Egito, nesta sexta-feira (24), matou ao menos 305 pessoas e deixou mais de 100 feridas. A região é constantemente atacada pelo Estado Islâmico (EI), mas, até o momento, nenhum grupo reivindicou a ação. O presidente egípcio, Abdel Fattah al Sisi, prometeu uma “resposta brutal” aos agressores em um pronunciamento na TV.

Leia mais aqui

Mnangagwa toma posse como novo presidente do Zimbábue

Via Daily News

Emmerson Mnangagwa tomou posse como presidente interino do Zimbábue nesta sexta-feira (24) em cerimônia realizada na capital do país, Harare. Em seu discurso, Mnangagwa prestou uma homenagem ao ex-presidente Robert Mugabe, a quem chamou de “pai da nação”, e prometeu combater a pobreza e a corrupção. Disse ainda que eleições serão realizadas no próximo ano. Vários chefes de Estado de países da região, como Botsuana, Moçambique e Zâmbia, compareceram à cerimônia. A principal ausência é a de Jacob Zuma, presidente da África do Sul. Emmerson Mnangagwa assume a presidência do país após a crise política que levou a renuncia do presidente Robert Mugabe.

Leia mais aqui

Presidente Mugabe renuncia no Zimbábue

Via GCTN Africa

O presidente do Zimbábue, Robert Mugabe, renunciou à presidência nesta terça feira (21), afirmou o Presidente do Parlamento, Jacob Mudenda. O anúncio de sua demissão aconteceu enquanto os deputados e senadores debatiam uma moção de impeachment. A crise no país começou no início da semana passada, quando militares informaram ter começado uma operação contra “criminosos” próximos ao presidente Robert Mugabe, tomando as ruas e assumindo o controle de prédios públicos e da TV estatal. Isso aconteceu uma semana após Mugabe demitir o vice-presidente Emmerson Mnangagwa, que começava despontar como seu possível sucessor. Mnangagwa foi demitido por deslealdade e sua saída foi vista como uma estratégia para ascender a primeira-dama Grace Mugabe ao poder. O partido União Nacional Africana do Zimbábue – Frente Patriótica (ZANU-PF) afastou Mugabe da liderança e o substituiu pelo vice demitido, Mnangagwa. Também estabeleceu um prazo, que terminou nesta segunda-feira, para que Mugabe deixasse o poder.

Leia mais aqui