Proposta Curricular

As disciplinas do PPGEQ em março de 2013 passaram a ser oferecidas semestralmente. Até 2012 o curso era trimestral. O Conselho de professores optou pela alteração do regime do curso objetivando melhorar a absorção de conhecimentos obtidos nas disciplinas por parte dos alunos e para uma melhor sincronia com os cursos de graduação, que operam no mesmo regime. O ingresso no curso continua a ocorrer duas vezes ao ano, uma entrada no primeiro semestre e outra no segundo. O sistema seletivo passou a ser todo em forma digital, sem a necessidade de presença dos candidatos ou de documentação em papel.

O número total de créditos a serem cursados em disciplinas para a conclusão do curso é de 24 para o Mestrado e 36 para o Doutorado. Em ambos os cursos, há a necessidade de serem cursadas quatro (4) disciplinas obrigatórias, cada uma de três (3) créditos, sendo elas: Termodinâmica Aplicada, Fenômenos de Transporte, Métodos Matemáticos e Reatores e Cinética Aplicada. A produção da dissertação ou tese não é computada na forma de créditos de forma alguma. Assim, o restante dos créditos é integralizado com disciplinas eletivas. A escolha dessas disciplinas é realizada pelo aluno, em conjunto com seu orientador, de acordo com o tema da sua pesquisa.

O aluno pode ser recomendado, por seu orientador, a cursar disciplinas em outros Programas de Pós-Graduação da UFRGS, desde que estejam de acordo com o foco de seu estudo. Após a conclusão dos créditos, o aluno deve, a cada trimestre, matricular-se em Dissertação de Mestrado ou Tese de Doutorado, formalizando assim a manutenção de seu vínculo. Os alunos bolsistas das agências CAPES ou CNPq realizam um estágio em atividade didática em docência, sob a supervisão de seu orientador.

Para a obtenção do título, os alunos de mestrado devem ser aprovados em um exame de proficiência em língua inglesa e os alunos do curso de doutorado devem ser aprovados em exame de proficiência em outra língua, além da inglesa. Além disso, a defesa dos alunos do curso de mestrado só é autorizada mediante a submissão de um artigo de sua autoria para uma revista classificada como B2 ou superior na área de Engenharias II. Os alunos de doutorado só vão à defesa mediante a publicação de um artigo e a submissão de um segundo artigo.

Uma importante atividade que objetiva acompanhar o desenvolvimento dos trabalhos de mestrado e doutorado é o evento chamado OKTOBERFÓRUM, organizado anualmente pelo Programa. Este evento teve em 2018 sua XVII edição, contando com cerca de 200 inscritos. Neste evento, os alunos de mestrado e doutorado devem, antes do término do segundo ano de curso, apresentar os resultados parciais de suas pesquisas, tanto na forma de artigo quanto oralmente, perante uma banca examinadora. Esse evento continua a estimular o desenvolvimento de seus trabalhos auxiliando a respeitar seus cronogramas e recebendo retorno da comunidade científica no que se refere a sugestões sobre o andamento dos mesmos. Por fim, o OKTOBERFÓRUM consiste em uma forma de divulgar para a sociedade o que está sendo feito em termos de pesquisa no PPGEQ, visto que o público alvo inclui, além de mestrados, e doutorandos do Programa, alunos da graduação e profissionais da indústria. Em virtude da semestralização do PPGEQ, em 2018 foi criada a primeira edição do evento Simpósios de Maio da Pós-Graduação – SIMPós. Esse evento tem a mesma finalidade do OKTOBERFÓRUM.

FORMAÇÃO DE EMPREENDEDORES

O PPGEQ também tem contribuído para formar empreendedores. Particularmente, através de editais da FINEP tem contribuído de forma significativa para a formação de empresas de base tecnológica, como a TriSolutions e a VRTech, formadas por alunos egressos do curso de mestrado. Estas empresas são também elos entre as necessidades da indústria e os conhecimentos teóricos e inovações do meio acadêmico; isto ocorre porque a academia possui o domínio do conhecimento, mas não é o seu foco realizar a aplicação e a implementação nas indústrias. Visando cobrir esta lacuna é que se procura incentivar o espírito empreendedor dos alunos de mestrado e doutorado, trazendo recursos e anseios da indústria para a universidade e devolvendo tecnologia e conhecimento para os meios produtivos.

PLATAFORMAS DE ENSINO A DISTÂNCIA

A UFRGS conta com a disponibilidade de diferentes plataformas (MOODLE, NAVI, ROODA e Sala de Aula Virtual) para ensino a distância. Estas plataformas propiciam a facilidade de comunicação entre alunos e professores e divulgação do material didático. Atualmente estas plataformas são amplamente utilizadas no PPGEQ, principalmente porque estão diretamente conectadas com o sistema de matrícula. Ao selecionar o uso de uma destas plataformas, todos os alunos matriculados passam a ter acesso imediato aos conteúdos e objetos de ensino a distância.

DISCIPLINAS SEMI-PRESENCIAIS

O PPGEQ está elaborando um plano de geração de material didático e a gravação de aulas para que algumas disciplinas sejam oferecidas de forma semi-presencial. Recentemente o programa também recebeu solicitações da engenheiros da Petrobras sobre a possibilidade da minimização de deslocamentos para estudos de pós-graduação no PPGEQ de profissionais locados atualmente no Rio de Janeiro. No momento o programa está trabalhando neste sentido. Algumas disciplinas contariam com aulas expositivas gravadas e os alunos teriam exercícios semanais de fixação do conteúdo e uma aula presencial (ou simultânea remota) para esclarecimento de dúvidas e discussão de uma forma mais ampla sobre o que foi apresentado na aula gravada. Esta metodologia de ensino já foi aplicada na disciplina de Controle Avançado de Processos I e teve um ótimo aproveitamento e aceitação por parte dos alunos. Desde 2012 a disciplina de Termodinâmica Aplicada conta com todo o seu material disponível de forma digital na plataforma Moodle. Atualmente todas estas alternativas continuam sendo experimentadas e aprimoradas.