fbpx

Administração Pública
no Século 21 (EaD)

INSCRIÇÕES ABERTAS

Apresentação

A Administração Pública como campo do conhecimento e prática social tem passado por profundas transformações. As disputas em torno dos projetos de desenvolvimento nacional e as distintas abordagens sobre a natureza e o escopo do serviço público trazem novos desafios para o administrador público na contemporaneidade, aumentando a importância da formação continuada.

A Escola de Administração da UFRGS é uma das pioneiras na formação em Administração Pública no Brasil e conta com um dos principais quadros docentes na área. Na última década foram realizadas cerca de 20 edições de cursos de especialização na área Pública, formando centenas de profissionais nas modalidades aberta e in company, atendendo instituições como Ministério da Saúde, Serviço Federal de Processamento de Dados (SERPRO), Banco do Brasil e Prefeitura Municipal de Porto Alegre.

Nesse contexto, o Curso de Especialização em Administração Pública no Século 21 foi pensado para:

  • atualizar os debates e conhecimentos de servidores públicos e demais interessados no campo da Administração Pública com um programa efetivo de capacitação profissional;
  • oferecer elementos analíticos que possibilitem a compreensão dos novos rumos da Administração Pública no Brasil frente aos desafios e perspectivas do século 21;
  • aproximar Universidade e sociedade, possibilitando o aprofundamento das interlocuções entre teoria e prática no que tange à Administração Pública.

Modalidade: a distância*. A Escola de Administração faz uso da plataforma MOODLE, desenvolvida e mantida pelo CPD da UFRGS e em constante atualização. Ademais, a EA conta com estúdio de televisão próprio, equipado com hardwares e softwares de última geração, permitindo produção local de conteúdo com agilidade e qualidade.

* Duas provas presenciais, nos dias 01 de agosto de 2020 e 23 de março de 2021.

Público-alvo: servidores e funcionários públicos de todos os níveis da federação (municipal, estadual e federal), profissionais liberais, profissionais da iniciativa privada, consultores, agentes do terceiro setor e demais interessados em aprender sobre os novos rumos da Administração Pública no Brasil.

Número de vagas: 400

Período de realização: aulas de março de 2020 a abril de 2021 (férias previstas de 30 de agosto a 6 de setembro). Defesas de bancas: julho e agosto de 2021.

Tutoria: Como complemento ao corpo docente, o Curso de Especialização em Gestão em Saúde conta com tutores nas disciplinas e na orientação de trabalhos de conclusão de curso. A equipe de tutoria tem experiência em cursos de educação a distância, e muitos tutores têm títulos de mestrado e doutorado e são docentes em outras instituições de ensino superior. Nesta proposta, estima-se uma relação ótima de um tutor para cada 25 alunos ao longo de todas as disciplinas.

Requisitos mínimos: 

  • diploma de curso superior válido no Brasil
  • declaração de acesso aos recursos tecnológicos necessários para a realização do curso

Processo seletivo: previsto para março de 2020

Coordenação: Prof. Dr. Paulo Ricardo Zilio Abdala

Coordenação adjunta: Prof. Dr. Rafael Kruter Flores

Gerência: Paulo Roberto Gomes Garcia

Contato: aps21@ufrgs.br

INSCRIÇÕES

  • Após o preenchimento do formulário, você já estará participando do processo seletivo.
  • Prazo para inscrições: 06/03

Disciplinas

* Todas as disciplinas são ministradas na modalidade a distância, com duas provas presenciais.

  • Introdução ao Moodle (15 horas)
    Tecnologias da Informação e Comunicação na Educação. O AVA (Ambiente Virtual de Aprendizagem) Moodle. Disponibilização de diferentes arquivos em ambiente virtual. Conhecimento e experimentação das principais ferramentas de comunicação síncronas e assíncronas disponíveis no AVA Moodle. Exercícios e avaliações on-line. Ética e linguagem na internet. Orientações gerais para o desenvolvimento e entrega de atividades acadêmicas em ambiente virtual de aprendizagem.
  • Teorias e Práticas da Administração Pública (30 horas)
    Administração Pública contemporânea: uma introdução ao contexto de práticas. Fundamentos teóricos da Administração Pública: abordagens weberianas e neo-weberianas; nova administração pública; governança pública. História recente da administração pública no Brasil como expressão dos fundamentos teóricos que orientam sua prática.
  • Inovação e Arranjos Organizacionais Contemporâneos (30 horas)
    Inovação na perspectiva schumpeteriana e neo schumpeteriana. A perspectiva dos organismos internacionais sobre Inovação no setor público. Inovação no setor público no Brasil: experiências e desafios. Novos arranjos no setor público e modernização. Temas emergentes em inovação no setor público.
  • Políticas Públicas na era do Neoliberalismo (30 horas)
    As Políticas Públicas no contexto do Neoliberalismo. Principais abordagens na análise de políticas públicas. A formação de agenda de políticas públicas. Processo decisório: lógicas e modelos de análise. Relações entre formulação e implementação e políticas. Modelos de implementação de políticas. Controle e avaliação de políticas públicas. Singularidades das políticas públicas no Brasil atual. Novos papéis e responsabilidades dos entes federativos nas políticas públicas.
  • Planejamento em tempos de incerteza (30 horas)
    Perspectivas sobre planejamento. Relevância do planejamento. Abordagens e contextos para a ação planejada. Planejamento, administração pública e incerteza. Possibilidades e limitações do planejamento na administração pública.
  • Métodos de Pesquisa Científica (30 horas)
    Compreender a função da pesquisa no processo de formação de um profissional; utilizar técnicas de leitura e análise de textos; identificar os conceitos de ciência, sua aplicação, fases e importância; descrever os tipos de pesquisa existentes; identificar e descrever os procedimentos e técnicas necessárias para se realizar trabalhos científicos; analisar de forma crítica um artigo científico; identificar os caminhos, estrutura e modelos a serem seguidos na elaboração de um artigo científico.
  • Ciclo de palestras (15 horas)
    A disciplina consiste em um ciclo de palestras com profissionais de relevo de diversas áreas da gestão pública, versando sobre os temas e os desafios atuais colocados pelos novos rumos da área no Brasil.

    • Será oferecida de modo presencial com transmissão pela internet ao vivo. Os alunos poderão optar por comparecer presencialmente na Universidade ou assistir pela internet. O objetivo da atividade é propiciar aos estudantes contato com profissionais que atuam na área através de palestras sobre temas diversos. O cronograma e o nome dos palestrantes será confirmado ao longo do curso.
  • Problemas Brasileiros e Administração Pública (30 horas)
    Quais têm sido, historicamente, os principais problemas brasileiros apontados por nossa intelectualidade e políticos? E quais os problemas atuais? Como a Administração Pública Estatal os tem enfrentado? E a Sociedade Civil? Essas são as questões principais que buscaremos responder ao longo da presente disciplina. Como sabemos haver uma enorme variedade de problemas, de tal modo que discutir sobre todos é uma tarefa impossível, principalmente no curso de uma disciplina de especialização, procederemos algumas escolhas e, sobre os problemas escolhidos, buscaremos compreender os desafios que estão colocados para o gestor público. Três desses problemas estão, de imediato, destacados: pobreza, justiça social e eficiência administrativa. Outros poderão ser escolhidos ao longo da disciplina.
  • Análise Administrativa (15 horas)
    Aspectos essenciais da função de organização de processos e sua atualidade como instrumento de intervenção planejada. Estrutura organizacional, processos organizacionais, constituição da organização burocrática moderna, fases e instrumentos.
  • Dilemas do Orçamento Público (30 horas)
    Finanças públicas: teorias e conceitos. Política fiscal e atividade econômica do Estado. Tributação e gasto público. Sistema orçamentário e processo orçamentário. O orçamento como instrumento de gestão pública. Legislação que regulamenta os orçamentos públicos e o papel dos vários órgãos do governo no processo orçamentário.
  • Novos Rumos da Gestão de Pessoas na Administração Pública (30 horas)
    Relações e mudanças no mundo do trabalho da Administração Pública; Gestão de carreiras, desempenho e remuneração na Administração Pública; Competências, flexibilização e precarização do trabalho na Administração Pública; Reconhecimento e saúde mental no cotidiano do trabalho; Dilemas na carreira e inserção na Administração Pública; O sistema de gestão de pessoas na Administração Pública: poder, reconhecimento e liderança; Desenvolvimento de servidores públicos. Assédio moral no trabalho.
  • Indicadores na Administração Pública (15 horas)
    As atividades de formulação, monitoramento e avaliação de políticas públicas vêm requerendo, em nível crescente, o uso de informações estatísticas e indicadores referidos às diferentes áreas de atuação governamental. Indicadores fornecem bases mais consistentes para justificar a demanda de recursos para um determinado projeto a ser encaminhado a alguma instância de governo ou agência de fomento, para sustentar tecnicamente a relevância dos programas especificados nos Planos Plurianuais ou para monitorar periodicamente os efeitos da ação governamental. Diagnósticos socioeconômicos com escopo abrangente e com detalhamento geográfico adequado são insumos básicos para orientar o planejamento governamental e para formulação de programas públicos mais ajustados à natureza e gravidade dos problemas vivenciados. Sistemas de monitoramento, por sua vez, contribuem para a gestão mais eficiente dos programas governamentais. Enfim, indicadores são a base informacional de diagnósticos para programas governamentais e sistemas de monitoramento.
  • Governo Eletrônico (30 horas)
    Tipos de Sistemas de Informação. Planejamento, desenvolvimento, implementação e avaliação de Sistema de Informações Gerenciais. Estruturação da tecnologia de informação e comunicação no setor público. Planejamento estratégico de sistemas de informação governamental. Tecnologias Emergentes e suas aplicações empresariais. Participação online: e-democracia, e-participação, ciberativismo.
  • Gestão de Projetos (30 horas)
    Abordagens teóricas para a elaboração de projetos sociais e de políticas públicas, em sua relação com as diferentes concepções de intervenção social. Monitoramento e a avaliação de projetos. Indicadores como instrumentos de concepção, gestão e avaliação de projetos.
  • Ateliê de Produção Textual (30 horas)
    A disciplina é um espaço para o desenvolvimento da capacidade de produção textual e da qualificação da produção de trabalhos acadêmicos e demais produções escritas, como projetos, propostas, pareceres, relatórios, documentos institucionais, etc. Técnicas de redação de texto, fichamento de bibliografia, interpretação de texto e leitura dirigida de material bibliográfico.

Corpo docente

Investimento

Matrícula: R$ 500,00 (após a inscrição e processo seletivo)

Valor total do curso: R$ 5.400,00

Pagamento à vista: 10% de desconto
R$ 4.860,00

Parcelamento*: 15 x R$ 360,00
ou 18 x R$ 300,00
* sem juros

Alunos que cursaram ao menos a metade das disciplinas da terceira edição dos cursos UAB possuem valor específico. Entre em contato se este for o seu caso.

Especializações na Escola de Administração

A UFRGS é uma das melhores universidades do Brasil. Desde 2012, é a a universidade federal com o melhor IGC (Índice Geral de Cursos), calculado pelo MEC (Ministério da Educação). Na formação continuada, a UFRGS destaca-se no cenário acadêmico nacional, entre outros aspectos, pela qualidade e abrangência de seus programas de pós-graduação.

A Escola de Administração (EA) também tem conceito máximo (5) no Enade (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes). Conta com um quadro de mais de 70 professores, de diversas áreas da Administração: Administração Pública, Estudos Organizacionais, Finanças, Gestão de Pessoas, Gestão de Tecnologia, Gestão de Sistemas de Informação, Gestão de Pessoas, Finanças e Marketing. A EA já formou mais de 3 mil especialistas e mais de mil mestres e doutores em Administração.

Especificamente quanto à Gestão em Saúde, as atividades na área remontam à implantação do Programa de Desenvolvimento da Gestão em Saúde (PDG Saúde – 1987-2002), voltado a estruturar uma carreira (da graduação ao doutorado) para especialistas na área. O Departamento de Medicina Social, da Faculdade de Medicina, se constituiu em parceiro estratégico para este Projeto, incluindo a participação na realização de mais de duas dezenas de cursos de especialização presenciais em Gestão em Saúde, em Porto Alegre, e descentralizados, voltados a gestores de serviços e sistemas locais de saúde.

Além do relevante desempenho no ensino presencial, a atuação da EA/UFRGS também merece destaque na modalidade de educação a distância (EAD), como nos cursos que seguem:

• Curso de Especialização em Gestão Pública em parceria com a Universidade Aberta do Brasil (CAPES): 3 edições concluídas;
• Curso de Especialização em Gestão de Saúde em parceria com a Universidade Aberta do Brasil (CAPES): 3 edições concluídas;
• Curso de Especialização em Negociação Coletiva no Âmbito do SUS para o Ministério da Saúde;
• Curso de Especialização em Gestão Pública para o SERPRO;
• Curso de Capacitação de Gestores de Restaurantes Populares, do Ministério do Desenvolvimento Social 2 edições – 165 alunos;
• Curso de Capacitação em Gestão Financeira do SUS, do Ministério da Saúde – 4 turmas, 1.800 alunos;
• Curso de Especialização em Gestão Pública Contemporânea (CEAPC) na sua 10ª edição;
• Curso de Especialização em Gestão de Negócios Financeiros do Banco do Brasil (GNF-BB), 621 alunos;
• Curso de Graduação em Administração a distância, 450 alunos;
• Curso de Preparação à Magistratura, da Escola Superior da Magistratura do RS, 100 alunos.

Contato

E-mail: aps21@ufrgs.br

Telefone: (51) 3308.3801

Coordenação: Prof. Dr. Paulo Ricardo Zilio Abdala

Coordenação adjunta: Prof. Dr. Rafael Kruter Flores

Gerência: Paulo Roberto Gomes Garcia

 

Edital de seleção de tutores

Acesse aqui.