Com quantas ovelhinhas se faz uma quarentena?

E aí, como você está? Há quanto tempo você está nesse esquema de casa / home-office / live de artistas / maratona de séries (nós aqui no Escritório já estamos há mais de 90 dias)? 

Se, assim como muitos de nós, você achou que este ano maluco de 2020 não está fazendo nenhum sentido e você está oscilando entre dias de comer compulsivamente, com outros que vão desde se matricular em dezenas de cursos on line, passar o dia de pijama olhando as redes sociais, maratonando séries, almoçando sanduíche, ou virou uma espécie de formiga em véspera de chuva, com uma ansiedade alucinada se preparando para um inverno que a gente não sabe se vai vir (lembra da história da formiga e da cigarra?), saiba que não está sozinho, somos muitos.

Tudo isso, é claro, está afetando nosso sono, a gente dorme e acorda em horários inusitados, tem sonhos muito intensos e malucos ou, até mesmo, passa uma semana sem lembrar de nenhum sonho. Numa dessas madrugadas insones, em que me vi levantando da cama às duas da manhã para lavar as roupas da família e limpar a caixa de areia da gata, resolvi ler/ escutar sobre o assunto e descobri várias coisas para compartilhar com vocês.

A primeira é sobre a importância de a gente organizar uma rotina e se preparar para o sono. Nesse sentido, ao invés de levar o celular para a cama, ficar zapeando a TV ou maratonando as séries na hora de dormir, o melhor é optar por uma atividade off-line, portanto nada de computador, celular e TV, pelo menos meia hora antes da hora de dormir. um bom livro, um chá quentinho, uma roupa confortável e um certo escuro e silêncio (mantendo a circulação de ar) são extremamente benéficos para o nosso dormir bem.

Outras técnicas podem nos ajudar, e aí não tem receita pronta, vale um banho morno antes de colocar o pijama (se foi um daqueles dias que você passou o dia de pijama, toma o banho e põe um pijama limpinho né???), um pouco de meditacão ou mindfulness (não precisa de celular para isso não minha gente, existem muitos exercícios de controle respiratório que nos ajudam a relaxar _ olha aqui: https://melhorcomsaude.com.br/5-exercicios-mindfulness-dormir-melhor/), um chá quentinho de uma planta mais calmante (olha as dicas que separamos aqui https://www.tuasaude.com/cha-para-insonia/)_ ou até mesmo o bom e velho hábito de estabelecer uma rotina de horário, ou seja deitar sempre mais ou menos no mesmo horário.

Agora, se você acordou no meio da noite, angustiada com um sonho ou com um problema que não te deixa descansar, vou compartilhar uma dica pessoal que aprendi com um experiente e querido chefe “das antigas”: Pega um lápis e papel, escreve o que tá te angustiando, coloca num local visível e volta para a cama com o firme propósito de: amanhã eu vou tratar disso.

Queridos, nosso propósito, como equipe, no Escritório, é tornar essa quarentena de vocês menos difícil, esperamos que estejam todos bem, física e mentalmente, se cuidem, saiam o essencial, usem máscara se saírem e façam as coisas no seu tempo. Tudo isso vai passar, fiquem bem!

Por Andrea Loguercio

Junho de 2020

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *