UFRGS lança Programa de Educação para Aposentadoria

postado em: EDUFRGS | 0

O processo de transição entre a vida de trabalho na Universidade e a aposentadoria gera um conjunto de sensações e emoções, entre expectativas, benefícios e angústias. Diante dessas questões pelas quais o fluxo da vida dos servidores percorre, a Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas e o Departamento de Atenção à Saúde criaram o Programa de Educação para a Aposentadoria (PEA), que foi lançado nesta quarta-feira, dia 3 de abril, no Salão de Atos da UFRGS. O evento contou com a apresentação artística do grupo de percussão “Só Ritmos”, do programa de extensão Centro de Estudos de Lazer e Atividade Física do Idoso (CELARI).

Galeria de Imagens

A mesa de abertura de lançamento teve a presença do reitor e da vice-reitora, Rui Oppermann e Jane Tutikian; do pró-reitor e da vice-pró-reitora de Gestão de Pessoas, Maurício Viegas e Vânia Pereira; além da diretora do Departamento de Atenção à Saúde (DAS) Marília Hackmann  e da diretora da Escola de Desenvolvimento de Servidores (EDUFRGS) Cristiane Difini.

O reitor recordou o evento de homenagem aos servidores já aposentados, realizado na manhã desta quarta-feira, com destaque para a perspectiva de bem-estar expressa na perspectiva de vida desse público. Oppermann ressaltou, ainda, o novo papel do público acima de 60 anos na sociedade atual: “economicamente ativo e cidadão participativo”. Ele citou também a atuação do programa Universidade Aberta para a Pessoa Idosa (UNAPI), como forma de apresentar oportunidades tanto a quem tem vínculo com a UFRGS quanto à comunidade em geral.

 

Um novo começo

O pró-reitor de Gestão de Pessoas destacou o número de servidores que se encontram no período de abono permanência, ou seja, que estão aptos para a aposentadoria: 884, algo que representa cerca de 16% do total de docentes e técnicos da Universidade. Para Viegas, permanecer na Universidade nesse período demonstra o apreço pela instituição e o sentimento de pertencimento à UFRGS. Já a vice-reitora Jane Tutikian fez referência à origem do termo “aposentar”, que em seu sentido inicial remete ao gesto de “retornar-se aos aposentos”, algo que, segundo ela, não faz mais sentido na atualidade, devido às diversas possibilidade de “fazer um novo começo”.

Os participantes puderam conferir, ainda, duas conferências: de Johannes Doll, com o tema “Aposentadoria, uma perspectiva histórica”; e de Sérgio Antônio Carlos, que falou sobre “Pensando sobre o aposentar-se”. No evento, a designer gráfica da Secretaria de Comunicação Rosâne Vieira apresentou o logo do Programa.

 

Conteúdos oferecidos

O médico clínico e geriatra do Departamento de Atenção à Saúde Milton dos Santos apresentou as diversas atividades que formam o Programa que tem dois grandes objetivos: promover a qualidade de vida e o bem-estar daqueles que se preparam para a aposentadoria, por meio de atividades de apoio ao servidor na fase que antecede sua aposentadoria; e minimizar conflitos e tensões próprias do momento.

Dividido em módulos compostos por cursos, oficinas e palestras, o PAE traz temas como os aspectos legais, planejamento financeiro, carreira na aposentadoria, além de saúde e atividade física. O público-alvo inclui aqueles que estão no período de abono permanente ou que devem se aposentar em até três anos.

 

Fonte: SECOM/UFRGS