Afastamento para Colaboração (Técnico-Administrativo ou Docente)
De outra IFE para a UFRGS ou da UFRGS para outra IFE

Definição:
Afastamento do servidor docente ou técnico administrativo para prestar colaboração em outra instituição federal de ensino ou de pesquisa e ao Ministério da Educação, vinculado a projeto, com prazos e finalidades definidos no interesse e necessidade da Administração.

 

Previsão Legal:

Art. 30, incisos II e III, da Lei nº 12.772/12.

Artigo 26-A da Lei 11.091/05. Incluída pela Lei nº 11.233/05.

Art. 18 da Lei 8.112/90.

 

Informações Complementares:

a) A liberação do servidor deverá ser aprovada pelo dirigente máximo da Instituição. Se docente, será necessária aprovação do Colegiado do Departamento da Unidade Acadêmica e do Conselho da Unidade UFRGS;

b) O afastamento para prestar colaboração somente será concedido a servidor aprovado no estágio probatório do respectivo cargo;

c) O pagamento dos vencimentos do servidor em colaboração será de responsabilidade da IFE de origem;

d) O servidor em colaboração solicitará o registro das férias para a sua instituição de origem e/ou para Divisão de Cadastro e Registro - DCREG/PROGESP. A solicitação de férias deverá ser registrada no Sistema SIAPE pela instituição de origem e/ou pela Divisão de Cadastro e Registro - DCREG/PROGESP. A DCREG incluirá a informação no SRH/UFRGS;

e) O afastamento não poderá exceder 4 (quatro) anos;

f) O servidor terá, no máximo, trinta dias de prazo, contados da publicação da portaria, para a retomada do efetivo desempenho das atribuições do cargo, incluído nesse prazo o tempo necessário para o deslocamento para a nova sede;

g) A Unidade e/ou o Departamento ao qual o servidor em colaboração for vinculado deverá encaminhar a frequência diretamente para a instituição de origem do servidor, impreterivelmente até o quinto dia útil do mês posterior ao trabalhado;

h) As atividades desenvolvidas pelo servidor em colaboração deverão estar especificamente determinadas no item 6 do Projeto de Colaboração, sem que sejam caracterizadas atividades impróprias ao cargo;

i) O servidor deverá apresentar relatório anual com o resultado do projeto desenvolvido durante a colaboração, assinado pelo servidor e pela direção da unidade de origem.

 

Documentação necessária para iniciar a instrução do processo:

Servidor interessado encaminha Formulário de Colaboração, disponível AQUI (arquivo deve ser baixado antes do preenchimento), e Currículo Lattes ou Curriculum Vitae para o e-mail mobilidades.externas@progesp.ufrgs.br, solicitando a Colaboração.

 

FLUXO

PASSOSETORPROCEDIMENTO
1Servidor interessadoEncaminha Formulário de Colaboração e Currículo Lattes ou Curriculum Vitae para o e-mail mobilidades.externas@progesp.ufrgs.br, solicitando a colaboração.
2DIMA ou Unidade UFRGS ou servidor UFRGSGera o processo eletrônico.
3DIMASe processo gerado por unidade/servidor UFRGS, verifica documentação, se correta, encaminha para Pró-reitoria de Gestão de Pessoas UFRGS para parecer sobre colaboração.
4DIMAEncaminha para manifestação da Unidade, se docente, com solicitação de Atas das reuniões do Colegiado do Departamento e do Conselho da Unidade.
5Pró-reitor de Gestão de Pessoas/ ViceEncaminha parecer para Gabinete do Reitor, se favorável.
6GABINETEExpede ofício à outra IFE, com manifestação de interesse ou de concordância com a colaboração
7DIMAPublica Portaria no Boletim de Atos Oficiais da PROGESP (somente para servidor UFRGS).
8DIMAEncaminha processo apresentando servidor de outra IFE em colaboração na UFRGS à Unidade em que o servidor exercerá as atividades na UFRGS.
9Unidade UFRGSEncaminha para a DIMA ofício de atividades do servidor de outra IFE em colaboração na UFRGS.
10DIMAGera Portaria do Ato.
11DIMAEncaminha processo à DPR para registros necessários.
12DPREncaminha processo para DCREG registrar Portaria na pasta funcional, se servidor de outra IFE.
13DCREGRegistra e junta Portaria à pasta funcional.
14Unidade UFRGS ou outra IFEChefia imediata e Direção da Unidade recebem ou encaminham a frequência do servidor em colaboração, para fins de registro, até o 5º dia útil do mês subsequente ao trabalhado, conforme modelo de frequência**
15DIMAAcompanha processo.

**modelo de frequência

 

 

Voltar